Yeha-Noha


As vezes a gente precisa de imagens como estas para abrir um pouco a nossa mente, expandir os horizontes!!

E a música é um complemento fantástico!

Para aproveitar melhor apague a luz, aumente o som e clique na parte inferior do vídeo para maximizar a tela (ocupar a tela toda):


: DD

 

 

Anúncios

Texto sobre orgonites – parte 2


pequenas 2

Como surgiu o orgonite

Por volta da década de 90 Karl Hans Welz iniciou experimentos com um gerador de Ki, ou Chi, que tinha estreita ligação com o trabalho de Reich e também com o trabalho de outros pesquisadores mais antigos, dentre os quais podemos citar: Franz Anton Mesmer, Franz Bardon e Patrick Flanagan.

Karl Welz afirma que o seu trabalho se conduziu independente do trabalho de Reich e de outros e que só mais tarde tomou conhecimento das similaridades. O trabalho de Karl Welz é fundamental no desenvolvimento das orgonites, mas sua linha de pesquisa o levou para outros campos de desenvolvimento com o uso de vários recursos para incrementar o funcionamento das suas invenções de forma independente do orgonite.

Karl chegou mesmo a registrar o nome orgonite, como forma de se prevenir contra cópias e pessoas inescrupulosas que tentaram se apropriar do seu trabalho pioneiro. O que foi uma atitude muito sensata devido a série de modificações e alterações que posteriormente ocorreram e ocorrem.

Os equipamentos produzidos por Karl Welz chamaram a atenção de Don e Carol Croft. Dos experimentos destes dois é que surgiram os orgonites como os conhecemos hoje.

A grande contribuição de Don e Carol consistiu na inclusão de um quartzo no interior do orgonite. O quartzo gera o efeito piezoelétrico que acelera o funcionamento do orgonite.

Além disto o casal deu início a um movimento chamado Gifting, ou presentear, no qual as pessoas davam orgonites de presente para familiares e amigos, distribuindo o conhecimento e disseminando as práticas com os orgonites.

Don associou os nomes TB, tower buster, ou caçadores de torres para pequenos orgonites que eram jogados ao lado das torres de comunicação, de energia ou de celulares. Criou também a HHG, holy hand granades, ou granadas santas de mãos. Estes eram orgonites um pouco maiores, como as pirâmides, usados em residências e em outros locais diversos tais como: jardins para compensar energia telúrica, garagens, locais de trabalho.

O casal continua seus experimentos até hoje e desenvolveu outros equipamentos baseados em orgonites.

:>

Vídeo sobre colares e medalhas de orgonite


Uma forma prática e interessante de utilizar os orgonites é através de colares, medalhas e pingentes.

Estes pequenos itens podem ser colocados no pescoço, no caso dos pingentes e colares, ou levados no bolso, na bolsa, na carteira, no caso das medalhas.

Desta forma podemos aliar as vantagens dos orgonites com objetos pessoais e adornos artesanais.

Um vídeo com comentários e  exemplos:

:>

 

Vídeo sobre uma pirâmide de orgonite


Neste breve vídeo eu aproveito para mostrar um pouco sobre as pirâmide que eu produzo e que  neste caso apresentou um resultado bem peculiar.

Bem no centro da espiral é colocado um cristal lemuriano, envolto em cobre. Por conta do efeito da cor o cristal parece ter desaparecido. A impressão que se tem ao olhar é que ficaram apenas os fios de cobre com um espaço vazio no meio.

Não sei se no vídeo será possível observar!!! Mas aproveitem:

: >

 

Vídeo sobre a fabricação de Orgonites


Algumas ponderações sobre o processo de fabricação de orgonites. Alguns cuidados básicos.

Orgonite

Um detalhe que eu esqueci de mencionar no vídeo é sobre evitar a presença de animais domésticos, cães, gatos ou pássaros, durante a fabricação para que eles não sejam prejudicados pelo trabalho com a resina.

:>