Sobre os Questionários dos Cursos de Reiki


Recentemente tenho incluído questionários nos meus cursos de Reiki presenciais e a distância. Esta é mais uma ferramente que vem se somar ao Blog, a lista de Vídeos e a apostila como forma de passar as informações necessárias sobre o Reiki.

Nem todos gostam de ler o Blog, então podem assistir os vídeo. A apostila sim é básica precisa ser lida pelo menos uma vez.

Mas o questionário é uma opção que eu recomendo. Ou seja, não é obrigatório, mas é com certeza uma ótima ferramenta para avaliar os seus conhecimentos sobre este assunto tão fascinante que é o Reiki.

A seguir um vídeo, não tão breve, sobre este assunto:

: D

Anúncios

Sala de vídeo-conferência gratuita


Para todos aqueles que precisam atender seus clientes pela internet através de uma vídeo-conferência o Appear-in é uma ótima opção.

Crie a sua própria sala, personalize com o seu nome ou com o nome do seu curso e convide até 8 pessoas para uma vídeo-conferência.

Clique aqui para acessar: appear-in

Eu utilizo este serviço há alguns anos e é muito bom. Apesar de estar disponível para até 8 pessoas o ideal é 3 ou 4 no máximo, ou mesmo para você e outro cliente.

Funciona no navegador do computador, no tablet e até no celular.

Estou divulgando pois considero uma ótima ferramente e o fato de não ter custo é mais um ponto positivo.

As vezes ocorrem pequenos problemas de conexão, as vezes o navegador do cliente é muito antigo, ou a câmera de vídeo não é reconhecida, mas no geral funciona perfeitamente.

Apresenta ainda a vantagem de não precisar fazer cadastro, ter usuário e senha e também não é necessário instalar nenhum programa para usar o serviço.

appear

Esta é a tela de abertura na caixa central você já pode colocar o seu nome para depois convidar seus amigos.

Ao entrar na sala será solicitado a liberação do acesso a câmera e ao microfone.

E na parte superior, ao lado do nome da sala tem um botão Copy, através do qual você copia o link de acesso para a compartilhar com seus amigos e clientes.

Experimentem!!!

: D

Reiki como Técnica e Reiki como Intuição


Vídeo com comentários sobre esta diferença no fluir do Reiki: como técnica, que envolve intenção, e como intuição, que envolve a Consciência.

A técnica é quando você faz um chiryo por exemplo, que é a aplicação completa em todos os pontos sugeridos.

A intuição, ou seja, quando flui a partir da Consciência sem a intervenção da mente, é quando o Reiki flui de forma autônoma, sem você nem ao menos perceber na maioria das vezes.

: DD

Bibliografia


A bibliografia a seguir é a que eu recomendo em meus cursos de Reiki:

Bibliografia Específica sobre o Reiki (em ordem de importância)

  • Reiki Essencial. Diane Stein. Pensamento, 1995;
  • Reiki Universal. Johnny De´Carli. Madras, 2006;
  • O Grande Livro dos Símbolos do Reiki. Mark Hosak e Walter Lübeck. Pensamento, 2004;

  • Isto é Reiki. Frank Arjava Petter. Editora Pensamento, 2013;

  • A Técnica de Reiki do Dr Hayashi. Frank Arjava Petter, Tadao Yamaguchi, Chujiro Hayashi. Pensamento, 2005;

  • Reiki: Sistema Tradicional Japonês. Johnny De´Carli. Madras, 2003;

  • Rainbow Reiki. Walter Lübeck, 1994;

  • O Fogo do Reiki. Frank Arjava Petter. Pensamento, 2005;

  • A Magia do Reiki. Christopher Penczak. Pensamento, 2004;

  • As mais belas técnicas de Reiki. Walter Lübeck, Frank Arjava Petter. Pensamento, 2004;

  • Reiki Interior, guia prático para cura e meditação. Tanmaya Honervogt. Pensamento;

  • El Espiritu de Reiki. Walter Lubeck, Frank A. Petter e William Rand. Uriel Satori Editores, 2007;

  • A Deusa da Compaixão e do Amor. John Blofeld. Editora Ibrasa, 1994;

  • Karuna – Um dos Mais Belos Ramos da Árvore do Reiki. Sandra e Jorge Ramos. Dinalivro, 2010.

Bibliografia Geral

  • Mãos de Luz. Barbara Ann Brennan. Pensamento, 1987;

  • Luz Emergente: A Jornada da Cura Pessoal. Barbara Brennan. Pensamento, 1987;

  • A Profecia Celestina. James Redfield. Objetiva;

  • Mudrás. As mãos como símbolo do cosmos. Ingrid Ramm-Bonwitt. Pensamento, 2007;

  • A promessa de cura do Qi. Roger Jahnke. Cultrix, 2005;

  • Éden. Queda ou Ascensão? Ken Wilber. Editora Verus, 2010;

  • O Poder do Agora. Eckhart Tolle. Editora Sextante, 2002;

  • Ho´oponopono. Método de cura Havaiano. Juliana De´Carli. Editora Nova Senda, 2013;

  • Limite Zero. Joe Vitale e Ihaleakala Hew Len. Editora Rocco, 2207;

  • Meditação – A primeira e a última liberdade. Osho. Editora Sextante, 2004;

  • Por que caminhar se você pode voar? Isha. Editora Fontanar, 2008;

  • A doença como caminho. Thorwald Dethlefsen e Rüdiger Dahlke. Cultrix, 1983;

  • A doença como linguagem da alma. Rüdiger Dahlke. Cultrix, 1992.

: D

Parabéns ao LibreOffice


Tenho o imenso prazer de ter participado desta caminhada do Software Livre: o LibreOffice.

Ensinei no Senai de Brusque, implantei em várias empresas, treinei e divulguei ao longo de muitos anos esta fantástica ferramenta, fruto do trabalho voluntário ao redor do mundo.

Aqui um texto comemorando os 5 anos de desenvolvimento e uso:

http://blog.pt-br.libreoffice.org/2015/09/28/cinco-anos-de-libreoffice/

Provando que um software pode ser livre, gratuito e ao mesmo tempo ter qualidade suficiente para concorrer com outros programas pagos disponíveis no mercado.

Em um tempo de domínio e prepotência por parte de algumas empresas ter acesso a um projeto como este é muito recompensador.

Você não conhece o OpenOffice, o ApcheOffice ou o LibreOffice?

Pois é uma coletânea de programas livres e gratuitos que concorre com o Microsoft Office, ou com o Word, Excel e Power Point, em condições de igualdade.

Para empresas é uma ótima escolha, pois representa um custo e um risco a menos. Não precisar pagar por um programa que atende as funções de escritório e não precisar instalar programas piratas é muito interessante.

Então não perca tempo e experimente:

https://pt-br.libreoffice.org

: D

Responsabilidade, Culpa e Ho´oponopono


Estes dois aspectos são muito importantes dentro do Ho´oponopono: responsabilidade e culpa.

Sobre o primeiro é preciso uma abordagem bem precisa para que o conceito seja bem compreendido e empregado. Sobre o segundo, culpa, é algo que não se fala no Ho´oponopono. Não por ser proibido ou negativo mas por ser desnecessário. É preferível uma atitude positiva, direta e ativa em direção a responsabilidade do que a perda de tempo em se adotar uma posição como o coitadinho de mim.

Mas no vídeo eu falo de uma forma mais apropriada:

: DD