Texto sobre orgonites – parte 4

pequenas 2

Equilíbrio dos Componentes

É necessário que exista um equilíbrio entre os componentes do orgonite.

A relação de 50% de resina e 50% de metal é a mais básica recomendação, entretanto isto precisa ser observado corretamente. É interessante observar que não é apenas o volume do item considerado, mas a sua massa. Um pequeno pedaço de cobre pode ter mais massa do que um copo de resina de 200 ml!!

O volume ocupado pela resina não dá a correta dimensão de sua massa, que é muito pequena. Assim não podemos levar em consideração apenas o aspecto visual da orgonite. Desequilíbrios entre os componentes podem prejudicar o funcionamento do orgonite ou então descaracterizá-lo tanto que não deveria mais ser chamado por este nome.

Referente a massa dos metais podemos basicamente utilizar o alumínio e o cobre. O primeiro é um excelente, se não o melhor, condutor de eletricidade. Este fato contribui para que a eletricidade gerada pelo quartzo se espalhe por todo o orgonite. O segundo, o cobre, também apresenta uma ótima condutibilidade e agrega um fator importante: a massa maior. Realmente o alumínio é muito leve e só a utilização dele deixa a peça de orgonite desequilibrada. O ferro é uma opção interessante pela sua massa maior do que a do cobre, mas ele não tem uma boa condutibilidade elétrica.

Deve-se observa também a dispersão do metal na resina. Neste caso o alumínio leva uma grande vantagem em relação ao cobre pois é facilmente encontrado na forma de limalhas finas e pequenas, que se espalham pela extensão do orgonite. Contorna-se a questão da massa do alumínio com o uso do cobre ou do ferro para equilibrar a composição final da orgonite.

mini-pirâmide

Massa

Um outro aspecto a ser considerado é a massa total da peça de orgonite, quanto mais densa for a peça melhores condições terá de transformar a energia. Esta não é uma questão primordial, mas afeta a quantidade de peças necessárias para um determinado ambiente. Peças muito leves ou pequenas possuem um capacidade menor de transmutar a energia e neste caso a quantidade delas aumenta para dar conta de um ambiente específico.

Uma possibilidade a ser explorada é a colocação de uma carga, ou seja, um material que aumenta a massa total da orgonite e que pode auxiliar na geração de eletricidade. Neste caso podemos usar a Calcita ou a Dolomita que são fáceis de encontrar ou ainda pó de mármore entre outros. A Calcita gera o efeito piezoelétrico o que ajuda a tarefa do quartzo principal. O uso destes dois elementos na forma de pó torna a orgonite mais equilibrada e concorre para uma melhor performance da peça em termos de transmutar energia.

orgonite 2

Forma do orgonite

Precisamos comentar também sobre uma característica que afeta o funcionamento do orgonite é a forma. Embora possamos produzir e encontrar orgonites dos mais variados formatos tais como pirâmides, cubos, paralelepípedos, esferas e semi-esferas, dentre as formas mais diversas que a criatividade pode fornecer, a forma piramidal aparece com muita frequência como a ideal para a emissão de energias do orgonite. Seja porque a pirâmide concentra as energias na direção do seu topo eja porque a forma da pirâmide chama muito a atenção sobre o objeto.

A forma não é um limitador, mas quando se deseja uma ótima eficiência as pirâmides são as preferidas. Isto também não quer dizer que orgonites em forma de uma peça de xadrez por exemplo, ou como um colar circular, não funcionem. Funcionam perfeitamente, desde é claro que respeitas as regras acima mencionadas. Apenas não apresentam a melhor eficiência.

A forma também afeta a área e a direção do fluxo de energia da orgonite. Mas estudos mais aprofundados são necessários nesta área.

Neste aspecto, a forma, a criatividade humana nos oferece as mais diversas opções. A cada dia novos objetos de orgonite são criados e ofertados, tornando este item algo mais fácil de ser inserido no dia a dia das pessoas. Peças bonitas e bem acabadas oferecem um diferencial no quesito estético que acaba conquistando as pessoas e permitindo que elas sejam colocadas como peças decorativas nas residências e locais de trabalho possibilitando assim que cumpram com sua função primordial de transmutar energia e também alegrar as pessoas que as admiram.

:>

Anúncios

Um comentário sobre “Texto sobre orgonites – parte 4

  1. Luis, não sei se este é o espaço adequado para se comunicar com vc. Já fiz algumas perguntas a vc no mercado livre ontem e hoje. Gostaria de sua ajuda para dimensionar quantos orgonites preciso usar no meu apto. Meu apto tem:
    – uma sala que mede 8 X 4 metros com TV LED, Home Theater com 6 caixas, telefone s/ fio, roteador WIFI, iluminacao por lampadas de LED e luz fria. Tem ventilador eletrico no teto.
    – A sala esta integrada com uma cozinha americana por um balcao e mede 3.5 X 4 com geladeira, forno eletrico, micro ondas, fogao a gas, coifa com exaustor, liquidificador. A iluminacao é com luz fria
    A cozinha tem uma porta para a area de serviço que tem maquina de lavar e luz fria
    O quarto principal tem TV LED, Telefone sem fio, ventilador eletrico no teto e lampadas de LED. Eu e minha esposa temos 1 celular cada alem de 1 notebook e 1 iPad.

    Gostaria de sua sugestao de quantos orgonites ter em casa e onde instala-los. Pensei em colocar 1 ou 2 no rack dos equipamentos na sala (onde tem mais concentracao de eletonicos), 1 na cozinha, talvez em cima do balcao que integra com a sala 1 no quarto principal onde esta a TV LED. Vc acha que estes 3 ou 4 seriam suficientes para limpar o apartamento?

    Alem disto tenho + 2 perguntas

    Vi vc usando um instrumento de radiestesia p/ medir/sentir o campo dos orgonites. Uma pessoa leiga como eu seria capaz de usar isto para checar se os orgonites instalados em casa estao conseguindo filtrar todas as energias negativas dos ambientes?

    Vc conhece o medidor de ions (positivos e negativos)? Este aparelho é capaz de fazer a verificacao que pretendo?

    Muito Obrigado pela atenção

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s