Radiestesista

Se você me perguntar se após um curso de uma tarde, um final de semana ou mesmo quatro ou cinco encontros um aluno pode se denominar radiestesista eu vou responder que não.

Um aspecto importante a ser considerado nesta questão é que os cursos não formam radiestesistas, os cursos passam as informações necessárias para o radiestesista se formar.

Radiestesia é algo simples. Mas a Radiestesia pode se tornar muito técnica e de difícil apreensão e domínio.

Compreender os conceitos e decorar algumas informações não fazem um radiestesista. A prática é fundamental, o treino para atingir o domínio desta arte é algo que não pode ser adquirido ou comprado.

Esta minha posição não é, de forma alguma, um desrespeito com aqueles que se denominam radiestesistas, muito menos com os profissionais da área, professores e simpatizantes.

A minha posição é uma visão realista, a minha vivência como professor me levou a observar com cuidado os alunos, ou os potenciais alunos, para identificar aquele que sabe daquele que diz saber algo. O conhecimento teórico é muito fácil de ser obtido, decorar frases e textos inteiros dependem apenas de uma boa memória, mas colocar em prática aquilo do qual se fala com tanta propriedade pode ser algo bem mais complicado do que parece.

Como em todas a área esotérica, mística, mágica ou alternativa o bom senso é fundamental!!

Um curso de Radiestesia é diferente, por exemplo, de um curso de Reiki, que eu ministro também.

Qual a razão?

A razão é que após a iniciação do Reiki você está habilitado a usar o Reiki, mas observem que o nível I é indicado apenas para você mesmo, é o primeiro passo. A aplicação em outras pessoas é indicada, observem a palavra indicada, apenas no nível II. Não quer dizer que um reikiano nível I não possa aplicar em outras pessoas, pode. Mas não deve fazer disto algo muito frequente, pois o canal de Reiki precisa se desenvolver e se purificar.

Ainda podemos dizer que um reikiano não precisa de grandes conhecimentos teóricos para aplicar o Reiki. Sim, isto é um fato, basta impor as mãos nas posições recomendadas e pronto. Mas se o reikiano quiser saber mais, se desenvolver ele deverá estudar, com toda a certeza.

Após um curso de Radiestesia o aluno terá uma série de conceitos importantes e alguns um tanto complicados que precisam de estudo posterior para serem assimilados.

Além disto precisa também de prática, muita prática, com os diversos conceitos que foram passados em aula.

Com a união da teoria e da prática surgirá um radiestesista.

Alguns vão mais rápido, outros mais lentamente, mas todos nós temos um potencial latente para ser desenvolvido. Todos nós podemos nos tornar radiestesistas excelentes.

Ser um radiestesista também implica em responsabilidade. Com o uso da habilidade desenvolvida principalmente ao lidar com outras pessoas.

O aspecto mental é o mais importante no modelo de Radiestesia que temos atualmente, assim, saber, conhecer a si mesmo é algo muito delicado.

Dependendo de nosso estado mental, que pode ser influenciado de várias formas, o desenvolver de nossa atividade radiestésica pode ser algo muito poderoso ou então quase catastrófico.

Dois exemplos bem básicos e que acontecem na vida real:

Imagine alguém em uma festa, após beber um pouco de álcool resolve tirar o pêndulo do bolso e passa a querer impressionar os presentes com previsões e palpites diversos!!!

Imagine alguém depois de um dia longo e estafante resolve usar seu pêndulo para buscar resposta para as suas dúvidas ou de outros!!!!!

Cansaço físico, pressão psicológica, stress, crises de crescimento, momentos de intensa euforia são exemplos de influências sobre a atividade radiestésica que precisam ser levado em consideração. Normalmente estes exemplos resultam em prejuízo para a atividade. Radiestesistas experientes sabem reconhecer estas influências e conseguem evitar que algo de impróprio seja dito ou feito.

Toda e qualquer atividade, positiva ou negativa, que afete o meu ser além de certos limites interfere no diagnóstico radiestésico. Cada um deve procurar se conhecer para estabelecer e respeitar estes limites. Desta forma uma trabalho sério pode ser realizado.

Assim, não é com o objetivo de assustar os novatos que escrevo este texto, mas para que saibam que a atividade de radiestesista implica em uma série de responsabilidades que precisam ser assumidas, caso contrário podemos interferir de forma equivocada na vida de outras pessoas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s