Terceira vivência – 3a parte

A terceira parte da vivência ocorreu após o longo período de espera para a ação do DMT.

Pouco depois de alguns terem tomado a segunda dose todos estavam recolhidos em suas vivências. Algumas pessoas estavam deitadas, o que é chamado “na medicina” e é um momento pelo qual algumas pessoas passam que são bem intensos e onde ocorre algum tipo de cura, algum tipo de catarse.

Neste momento eu senti uma leve queda de pressão e uma leve sonolência. Resolvi então deitar em algumas almofadas para a experiência ficar mais tranquila. Acredito que isto, deitar para melhor vivenciar, é algo bem particular meu, talvez até um pouco de comodismo, mas já há muitos anos as minhas meditações e vivências fora do corpo tem como base o corpo físico deitado. Sair do corpo implica em perda da consciência do corpo físico, isto pode provocar um desequilíbrio do corpo, a cabeça pode cair para os lados e isto sempre me causou uma certa apreensão, assim adotei esta posição mais prática, o chamado decúbito dorsal, exemplificado na figura abaixo:

Decúbito Dorsal

Nesta posição, com um bom cobertor para aquecer o corpo, eu me acomodei para dar continuidade as vivências.

Neste novo começo o que teve continuidade com mais intensidade foram as mirações. Na minha tela mental uma miríade de cores e formas se sucediam.

Mas em pouco isto cessou e emergiu uma consciência mental muito lúcida, com os pensamentos muito tranquilos. Um ponto muito interessante que ocorreu foi uma lembrança de várias pessoas que conheço e convivo e um sentimento de gratidão por todas elas, um sentimento de amor e alegria ao lembrar de cada um, inclusive de animais e de locais. Este sentimento de gratidão fez com que meu emocional se estabilizasse ainda mais.

Lembro que depois disto veio a mente a lembrança de algo que eu tinha feito pela manhã e que havia parcialmente esquecido.

Não são todos os dias que executo esta prática, mas ocasionalmente sinto vontade. Nesta manhã eu resolvi tirar “a carta do dia”, uma carta do Tarô ou dos Animais de Poder que irá representar as tendências do dia. Neste sábado saiu a Raposa. O significado dela é a camuflagem. Eu havia interpretado a carta como um aviso para eu me camuflar, me manter quieto e distante das pessoas ao longo do dia. Isto é algo raro em meu modo de agir, normalmente expansivo. Isto inclusive se revelou uma dificuldade pois não consegui me manter muito reservado.

Durante a vivência me surgiu outra interpretação da carta: a camuflagem revelada pela raposa estava ligada a minha mente, as formas como ela me enganava e seguia alguns padrões de pensamento que já não eram mais apropriados. Esta alteração de percepção motivou uma análise bem interessante de vários aspectos da minha forma de pensar e de agir, questionando e avaliando um a um. Acredito que neste momento muitos padrões mentais começaram a ruir dentro de mim, mas não de uma forma rápida, creio que lentamente, como um amadurecimento.

Este processo levou algum tempo, depois retornei a consciência normal e fiquei observando o céu onde despontava uma bela lua cheia: a Senhora da Floresta do mestre Irineu!

O tempo para esta vivência foi bem menor e a sineta para a terceira dose tocou.

Eu não senti vontade nem necessidade de tomá-la. Creio que o meu tipo de vivência ficaria um pouco incompatível com o temo restante, pois logo em seguida algumas pessoas se reuniram ao redor da fogueira, depois dançamos um pouco e o pessoal foi se reunindo lentamente, cada um no seu ritmo, para o período final da vivência.

Os reflexos físicos foram bem suaves, um leve enjoo e um leve desconforto no estômago.

Participei do restantes das atividades de forma tranquila e aproveitei bastante a energia do grupo.

Um leve lanche e depois todos foram dormir.

A manhã seguinte se seguiu tranquila. Um café bem leve com os demais participantes conversando e trocando experiências, depois saímos todos para uma caminhada alegre e descontraída por uma estrada da região.

Retorno, guardar os apetrechos e voltar para o dia a dia.

Gostei bastante desta vivência, não apenas por ser a mais tranquila de todas mas pelos insights que recebi.

Uma atividade que comecei a executar na segunda vivência: O Falun Dafa foi muito importante e teve um impacto energético positivo. Executei os exercícios um pouco antes do início das atividades na noite anterior e pela manhã do dia seguinte. Abaixo uma foto tirada por uma colega de vivência:

Falun Dafa - Postura Parada

:>

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s