Tristeza

As vezes falar sobre tristeza é tão fácil, parece algo familiar que todos nós já sentimos ou então que nos recusamos sentir e assim podemos falar sobre ela a qualquer momento, em qualquer ocasião. Nem é preciso pensa muito, precisamos mais é lembrar… de uma cena, de um acontecimento, de um local…

Eu penso que o mais complicado na tristeza é que ela é doce!

A tristeza é doce no mais perfeito equilíbrio para cada um de nós. Ela não é agressiva, raivosa, amarga, não! nada disto. Ela nos surpreende, nos amarra, nos intoxica porque é doce na medida certa.

Mesmo aquela breve tristeza de um encontro que não se realizou, de um presente que não ganhamos mostra um toque suave e doce que nos inebria.

E existem aquelas tristeza imensas…. abismais….. e mesmo nestas, mesmo depois de tanto tempo, mesmo depois de tanto tempo de convívio, ainda assim este doce nos cativa, nos inebria.

Uma pequena poesia:

Tristeza é quando chove
quando está calor demais
quando o corpo dói
e os olhos pesam
tristeza é quando se dorme pouco
quando a voz sai fraca
quando as palavras cessam
e o corpo desobedece
tristeza é quando não se acha graça
quando não se sente fome
quando qualquer bobagem
nos faz chorar
tristeza é quando parece
que não vai acabar.

Martha Medeiros

:<

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s