Sobre a Doença – 2


Uma característica interessante da doença diz respeito ao processo que gera esta doença.

Para cada doença há um processo gerador, alguns são simples e geram doenças simples, outros por sua vez, são complexos e geram doenças complexas.

Um resfriado pode ser gerado por uma necessidade interna de se recolher, de evitar conflitos, de ficar solitário por algum tempo. Já um câncer pode ser o resultado de toda uma vida em conflito, de um longo desequilíbrio energético que não foi resolvido.

Mudando a causa geradora, mudando o processo, o nosso ser entra em um ciclo de cura e reestabelecimento quase que automático, que muitas vezes promove a cura completa.

Agora surge uma questão importante!!

Mas se, após a cura, eu voltar a realizar as mesmas atividades, voltar ao mesmo ritmo de vida, voltar a realizar os mesmos processos que anteriormente me deixaram doente com toda a certeza a doença vai voltar, no mesmo local ou em outro.

É preciso pesquisar e identificar o que estamos fazendo de errado em nossa vida. É preciso honestidade para reconhecer que algumas, poucas ou muitas, de nossas ações estão gerando um desequilíbrio que irá causar uma doença.

Não tem como fugir disto.

Basta observar ao nosso redor, com um pouco de bom senso notaremos que esta afirmativa é verdadeira. E notaremos também que as mudanças capazes de alterar o desequilíbrio são muitas vezes bem simples e práticas de serem implementadas.

Um livro já citado aqui no Blog: A doença como Caminho, Thorwald Dethlefsen e Rüdiger Dahlke é um bom começo para nos entendermos melhor. A Medicina Tradicional Chinesa também.

O que precisamos deixar bem claro em nossa consciência é que precisamos mudar a nossa forma de viver para evitar que uma determinada doença volte a se manifestar.

Se continuarmos a repetir os mesmos padrões, se continuarmos a viver da mesma forma que sempre vivemos, vamos voltar a adoecer. E a cada nova doença mais o nosso corpo sofre e diminui ainda mais a sua capacidade de se reestabelecer.

Muitas técnicas


Seja através de uma pesquisa na Internet ou no contato com um terapeuta podemos encontrar um número imenso de receitas, rituais e técnicas de cura. Creio que para qualquer problema deve existir uma receita para a cura. Desde um chá, passando por uma oração, massagem ou mesmo uma terapia mais estruturada.

Se por um lado não podemos refrear a criatividade do ser humano por outro a grande diversidade mais atrapalha do que ajuda.

Existem receitas de bolo para curar gripe, resfriado, diarreia, mau olhado, etc, etc, etc…..

E também tem sempre alguém para nos indicar uma receita mais nova, mais apropriada, mais testada do que a anterior ou que funciona melhor. Algumas pessoas realmente se especializam em decorar estas técnicas!!!!

a minha crítica não está nas pessoas que nos indicam uma ou outra receita para um determinado problema, nem no número de técnicas disponíveis. Mesmo que muitas receitas sejam apenas cópias mal-feitas, pequenas modificações no nome ou uma pequena troca do santo padroeiro. As vezes as pessoas mudam um técnica antiga, colocam um novo nome e se dizem “donas e descobridoras” o que é muito ruim.

Já encontrei muitas receitas antigas com roupagem e nome novo, normalmente com um poder bem maior também, capazes de resolver o problema em menos tempo! Outras vezes o “novo dono” também cobra mais caro ou não permite que se divulgue o conhecimento.

Mas isto tudo faz parte do ser humano, faz parte do dia a dia. Não adianta reclamar muito, apesar de que em alguns casos eu acho que até processo judicial deve ocorrer para resolver algumas contendas mais sérias e lucrativas.

A minha crítica está nos clientes!

Infelizmente, a maioria de nós está em busca de um pílula que resolva os nossos problemas da forma mais rápida possível, com o menor custo e com o mínimo de trabalho!

Sim, impressionante o que escrevi acima!

Podemos ter uma ideia bem apurada disto se a gente se observar e verificar se levamos a sério, com disciplina e responsabilidade, alguma técnica que aprendemos em algum curso, palestra ou por indicação de um terapeuta ou amigo!

Mas sejamos sinceros!

Vamos ver um exemplo bem básico. A partir do nível I do Reiki podemos fazer uma auto-aplicação. Ou seja, uma aplicação de Reiki em nós mesmos.

Vamos fazer uma pesquisa?

Vamos verificar quem realmente se aplica!

Infelizmente são poucos, poucos mesmo. :<

A meditação Gasshô também deveria ser ensinada no nível I, mas boa parte dos reikianos nem sabe o que é isto! Principalmente no caso dos mestres ocidentais que não devem considerar interessante esta técnica.

Mas poderíamos citar inúmeras outras técnicas. Todas fantásticas. Ensinadas com carinho, com cuidado. E desprezadas um ou dois dias depois. Esquecidas mesmo, como e nunca tivéssemos tido contato com este conhecimento.

É uma situação bem complicada de se observar.

Eu me pergunto algumas vezes se isto se deve a uma falta de disciplina geral da sociedade, se é algo que faltou no processo de crescimento e amadurecimento de cada um de nós. Se é simples preguiça: mental ou física.

De uma certa forma a maioria de nós queria algo meio inconsciente, mecânico talvez, que não exigisse comprometimento, dedicação ou paciência.

No meio de milhares de receitas e técnicas a gente pode tirar algumas muito úteis, muito simples e eficazes. Mas que exigem um mínimo de dedicação e disciplina.

Pesquisando um pouco encontramos diversos relatos de pessoas que se curaram, que mudaram suas vidas com dedicação, perseverança e disciplina em seus atos. Alguns são até merecedores de reportagens, são usados como motivação e exemplo. Mas ficam em um estado meio surreal, perdidos em uma bruma cinzenta.

Mas ficar apenas na crítica é insuficiente.

É preciso contribuir para modificar isto. A crítica ajuda, nos faz pensar, gera uma observação pessoal de como estamos nos portando em relação a um determinado assunto.

Só que precisamos ir além.

Precisamos exercitar a nossa disciplina. Exercitar o nosso comprometimento.

Afinal o que queremos realmente da vida?

Esta é uma pergunta muito importante e necessária.

Através da resposta podemos nos corrigir e organizar melhor.

Algumas pessoas fazem isto. A gente encontra elas aqui e ali. Mas creio que este número pode aumentar.

Não é nada difícil, nada muito complexo. É mais uma questão de vontade, de querer, um querer real.

  • Vamos começar a meditar?

:>

 

Aniversário do Blog


Pois é!! O Blog fez aniversário em dezembro de 2012, quase que eu esqueço!! Já são 3 anos de existência!!

Em 08 de dezembro de 2009 eu comecei a escrever neste espaço.

O Blog nasceu com vários objetivos, mas principalmente de ser um canal para expressar minhas ideias e divulgar o Reiki, além é claro, do meu trabalho como terapeuta reikiano.

Recebi o incentivo de dois familiares queridos que foi muito motivador no começo!

Aos poucos o Blog foi crescendo, com poucos e tímidos leitores no começo para um volume de mais ou menos 3 mil usuários/mês nos últimos tempos, pessoas dos mais variados países visitam o Blog, mas o público maior é o de língua portuguesa com Brasil e Portugal. Ao longo destes 3 anos tive mais de 70 mil visitas e 600 textos foram postados.

Os leitores ainda continuam tímidos, mas aos poucos a colaboração vai aumentando.

Os assuntos foram se diversificando, passei a postar sobre músicas, livros, filmes entre tantos outras coisas interessantes que encontro na Internet.

Não tenho muitos planos para 2013, apenas vamos adiante!

Assuntos importantes e que mereçam ser divulgados vão surgindo dia a dia, a minha experiência como reikiano e terapeuta vai aumentando, isto vai continuar gerando conteúdo.

Assim espero ter colaborado com os leitores e ajudado a divulgar o Reiki e as Terapias Complementares para cada vez mais pessoas. Estou a disposição para ajudar no que estiver ao meu alcance.

Um ótimo 2013 para todos!

:>

Livro – This is Reiki


O mestre em Reiki Frank Arjava Petter lançou um novo livro, ainda não está disponível em português, mas consegui uma breve resenha do mesmo de um blog americano:

This is Reiki

“This Is Reiki” de Frank Arjava Petter – uma revisão 15 de setembro de 2012 por Lorena George – Lotus Imprensa 2012

‘Este é o Reiki, Transformação de Corpo, Mente e Alma, desde as origens à prática ” por Frank Arjava Petter (Lotus Press)

Análise por Lorena George

Livros geralmente não vêm com uma etiqueta de aviso, mas isso deve-se. Esteja preparado para: ser hipnotizado pelo fluxo de palavras em uma página; ser aquecido pela paixão Arjava para o assunto; inalar a história da viagem de Reiki no nível de sua alma, e acima de tudo, perder a noção do tempo.

Se você encontrou Arjava, você vai reconhecer sua voz. É como se ele estivesse sentado do outro lado da mesa, a beber um café quente, relatando sua deliciosa aventura ao mundo japonês de Reiki. Ele nos apresenta a ancestrais Usui Sensei, e nos dá uma olhadinha no original Reiki Ryoho Gakki. Viajamos no tempo do local de nascimento Usui Sensei para o seu memorial. Nós nos encontramos Hayashi Sensei e da família Yamaguchi. Esta é uma história actualizada do Reiki, com base em jornais escritos, documentos, fotos de família e entrevistas. Arjava nos conta a história de fundo – a cultura, história e espirito do Japão – por isso, obter uma melhor compreensão dos eventos que influenciaram o desenvolvimento (e mais tarde o declínio) de Reiki em seu lugar de origem.

E, então, está fora de locais sagrados do Reiki. Mais do que um guia de viagem, Arjava usa histórias pessoais e, às vezes, humor, como nós meandro de um local para o outro. Este capítulo é de pelúcia com fotografias.

Ele continua a dizer-nos sobre as divindades e práticas espirituais que estão enraizados em algumas das crenças e técnicas do Reiki que fazemos hoje. Esta tapeçaria de identidade espiritual ajuda a explicar o domínio dinâmico de orientação e de energia, disponível para nós na prática de Reiki.

O último capítulo aborda a cura com o Reiki, incluindo exercícios de percepção, meditação Gassho, e técnicas japonesas. Há também entrevistas com Fumio Ogawa Sensei e Yamaguchi Chiyoko Sensei.

Embora tenha sido projetado para aqueles que ensinam, este livro é um recurso valioso para todo aquele que pratica Reiki. Eu também recomendo para aqueles que têm interesse em aprender mais sobre esta simples, mas poderosa eficaz arte de cura, japonês.

Lorena George é um Reiki Jikiden ® Shihan Kaku, e Usui / Tibetano e Karuna Reiki ® Master. Ela pode ser alcançado em LGeorge@Reiki4Wellness.com

Frank Arjava Petter retorna a San Diego em 2013, em maio 24-28 para Shoden / Okuden e 29-30 maio para seminários Shihan Kaku. Fale Lorena George para o curso e informações de registro.

Fonte: Blog Reiki para o bem estar de Lorraine George – clique aqui.

:>