O Diamante Herkimer


Estava pesquisando alguns assuntos na net e “topei” com este nome: Diamante de Herkimer.

Diamante Herkimer

O nome me chamou a atenção mas não lembrei com certeza a razão. Lendo o texto deste site aqui eu lembrei que há alguns anos atrás, em um curso de Profecia Celestina, o professor me comentou sobre ele e me vendeu um.

O motivo foram as saídas do corpo, ele comentou este tipo de cristal facilitava o processo. Como naquela época eu estava bastante ligado a este assunto eu comprei um deles.

Era um cristal minúsculo, límpido, mas muito pequeno.

Aqui um vídeo mostrando o cristal, mova a barra de tempo para 2:35 que é o momento que é mostrado o cristal:

E um vídeo sobre o local onde são garimpados:

Usei ele durante algum tempo, mas não lembro se cheguei a notar alguma mudanças na quantidade ou na qualidade das minhas projeções.

Uma tarde, quando estava limpando e energizando ele e outras pedras ele “saltou” de minha mão e se escondeu no jardim. Procurei, sem muito afinco é verdade, e não o encontrei mais, creio que pensei que ele gostaria de voltar para a natureza, assim deixei ele no jardim. Como mudei de casa acabei me afastando dele e esquecendo completamente o assunto.

Agora ele me surge de novo!!!

Sincronicidades, sincronicidades!

Quem sabe eu tente comprar um novo, vamos ver.

Na Cristais Aquarius tem algumas opções.

:>

Sobre a água


Todos nós sabemos da importância de beber água para manter nosso organismo saudável. Esta ingestão deve ser diária, apesar de existir algumas controvérsias a respeito da quantidade diária eu creio que cada um deve adequar o consumo de água ao seu organismo e a sua rotina.

Algumas pessoas ainda se esquecem de tomar água diariamente e não percebem o mal que causam a si próprias, entretanto nosso organismo sempre tenta se adaptar, dentro de alguns limites. Mesmo assim é importante aumentar o nosso nível de consciência para as necessidades do corpo físico e a ingestão de água é uma dos mais básicas formas de fazer isto.

Um outro aspecto que eu gostaria de mencionar a respeito da água é referente a sua utilização durante uma sessão de Reiki ou mesmo de outra técnica de cura.

Como o nosso organismo é composto por aproximadamente 60% de água, a qual faz parte da maioria dos tecidos, órgãos do corpo.

Com esta informação podemos observar como o trabalho energético, Reiki ou outra técnica de cura, afeta nosso corpo, pois a água presente nele é afetada diretamente e também mais rapidamente.

De acordo com a grande quantidade de água e a facilidade com que ela é afetada nosso corpo físico responde muito rapidamente as mudanças que a técnica de cura efetua, diversas toxinas são eliminadas na urina e ajudam o corpo a recuperar seu equilíbrio.

Baseado nisto quero enfatizar dois aspectos: o tomar água antes, durante ou após a sessão de cura e a ida ao banheiro para esvaziar a bexiga com a água que é eliminada. A reposição é essencial, mais do que no restante do dia porque o tanto de água que eliminamos antes ou após a sessão de cura contém muitas substâncias e energias que estão sendo retiradas do organismo. Uma espécie de limpeza. É, na verdade, a mais rápida forma de limpeza física que temos durante uma sessão de cura.

Este fato nem sempre é levado em consideração por muitos terapeutas, a falta de enfatizar esta questão afeta os clientes, que acabam também por não dar muita atenção.

Quanto mais tempo levamos para ir ao banheiro e eliminar a água que contém energias nocivas que foram retiradas durante a sessão de cura menos nos beneficiamos, pois quanto mais tempo estas energias ficam em nosso corpo mais malefícios nos causam.

Ao longo do tempo com terapia Reiki tenho observado os mais variados comportamentos.

Sempre tive como regra oferecer um copo de água ao cliente no final da sessão e observo que a maioria toma a água muito rapidamente, mesmo que eu recomende uma ingestão tranquila e serena.

Ir ao banheiro eliminar a água já é um pouco mais complicado, a maioria prefere ir ao banheiro em casa, além do que muitas vezes não há muito tempo disponível pois muitos precisam voltar para o trabalho após a sessão.

Tive este insight da questão da água no final do ano passado, para este ano pretendo enfatizar mais esta necessidade para os clientes durante os atendimentos.

:>

Samba de Benção


Falando de tristeza um poeta brasileiro, Vinicius de Moraes, cantou ela muito bem:

Samba de Benção

A letra da música:

Cantado

É melhor ser alegre que ser triste
Alegria é a melhor coisa que existe
É assim como a luz no coração

Mas pra fazer um samba com beleza
É preciso um bocado de tristeza
É preciso um bocado de tristeza
Senão, não se faz um samba não

Falado

Senão é como amar uma mulher só linda
E daí? Uma mulher tem que ter
Qualquer coisa além de beleza
Qualquer coisa de triste
Qualquer coisa que chora
Qualquer coisa que sente saudade
Um molejo de amor machucado
Uma beleza que vem da tristeza
De se saber mulher
Feita apenas para amar
Para sofrer pelo seu amor
E pra ser só perdão

Cantado

Fazer samba não é contar piada
E quem faz samba assim não é de nada
O bom samba é uma forma de oração

Porque o samba é a tristeza que balança
E a tristeza tem sempre uma esperança
A tristeza tem sempre uma esperança
De um dia não ser mais triste não

Falado

Feito essa gente que anda por aí
Brincando com a vida
Cuidado, companheiro!
A vida é pra valer
E não se engane não, tem uma só
Duas mesmo que é bom
Ninguém vai me dizer que tem
Sem provar muito bem provado
Com certidão passada em cartório do céu
E assinado embaixo: Deus
E com firma reconhecida!
A vida não é brincadeira, amigo
A vida é arte do encontro
Embora haja tanto desencontro pela vida
Há sempre uma mulher à sua espera
Com os olhos cheios de carinho
E as mãos cheias de perdão
Ponha um pouco de amor na sua vida
Como no seu samba

Cantado

Ponha um pouco de amor numa cadência
E vai ver que ninguém no mundo vence
A beleza que tem um samba, não

Porque o samba nasceu lá na Bahia
E se hoje ele é branco na poesia
Se hoje ele é branco na poesia
Ele é negro demais no coração

Falado

Eu, por exemplo, o capitão do mato
Vinicius de Moraes
Poeta e diplomata
O branco mais preto do Brasil
Na linha direta de Xangô, saravá!
A bênção, Senhora
A maior ialorixá da Bahia
Terra de Caymmi e João Gilberto
A bênção, Pixinguinha
Tu que choraste na flauta
Todas as minhas mágoas de amor
A bênção, Sinhô, a benção, Cartola
A bênção, Ismael Silva
Sua bênção, Heitor dos Prazeres
A bênção, Nelson Cavaquinho
A bênção, Geraldo Pereira
A bênção, meu bom Cyro Monteiro
Você, sobrinho de Nonô
A bênção, Noel, sua bênção, Ary
A bênção, todos os grandes
Sambistas do Brasil
Branco, preto, mulato
Lindo como a pele macia de Oxum
A bênção, maestro Antonio Carlos Jobim
Parceiro e amigo querido
Que já viajaste tantas canções comigo
E ainda há tantas por viajar
A bênção, Carlinhos Lyra
Parceiro cem por cento
Você que une a ação ao sentimento
E ao pensamento
A bênção, a bênção, Baden Powell
Amigo novo, parceiro novo
Que fizeste este samba comigo
A bênção, amigo
A bênção, maestro Moacir Santos
Não és um só, és tantos como
O meu Brasil de todos os santos
Inclusive meu São Sebastião
Saravá! A bênção, que eu vou partir
Eu vou ter que dizer adeus

Cantado

Ponha um pouco de amor numa cadência
E vai ver que ninguém no mundo vence
A beleza que tem um samba, não

Porque o samba nasceu lá na Bahia
E se hoje ele é branco na poesia
Se hoje ele é branco na poesia
Ele é negro demais no coração

—-

:<

Tristeza


As vezes falar sobre tristeza é tão fácil, parece algo familiar que todos nós já sentimos ou então que nos recusamos sentir e assim podemos falar sobre ela a qualquer momento, em qualquer ocasião. Nem é preciso pensa muito, precisamos mais é lembrar… de uma cena, de um acontecimento, de um local…

Eu penso que o mais complicado na tristeza é que ela é doce!

A tristeza é doce no mais perfeito equilíbrio para cada um de nós. Ela não é agressiva, raivosa, amarga, não! nada disto. Ela nos surpreende, nos amarra, nos intoxica porque é doce na medida certa.

Mesmo aquela breve tristeza de um encontro que não se realizou, de um presente que não ganhamos mostra um toque suave e doce que nos inebria.

E existem aquelas tristeza imensas…. abismais….. e mesmo nestas, mesmo depois de tanto tempo, mesmo depois de tanto tempo de convívio, ainda assim este doce nos cativa, nos inebria.

Uma pequena poesia:

Tristeza é quando chove
quando está calor demais
quando o corpo dói
e os olhos pesam
tristeza é quando se dorme pouco
quando a voz sai fraca
quando as palavras cessam
e o corpo desobedece
tristeza é quando não se acha graça
quando não se sente fome
quando qualquer bobagem
nos faz chorar
tristeza é quando parece
que não vai acabar.

Martha Medeiros

:<

Habanera


Outra música mais erudita que me atrai bastante: Bizet – Carmen – Habanera.

A letra e a tradução:

L’amour est un oiseau rebelle

Que nul ne peut apprivoiser,

Et c’est bien in vain qu’on l’appelle

S’il lui convient de refuser.

Rien n’y fait, menace ou prière.

L’un parle bien, l’autre se tait.

Et c’est l’autre que je préfère.

Il n’a rien dit mais il me plait.

L’amour! l’amour! l’amour! L’amour!


L’amour est enfant de bohême,

Il n’a jamais jamais connu de loi.

Si tu ne m’aimes pas, je t’aime.

Si je t’aime, prends garde à toi!

Si tu ne m’aimes pas,

si tu ne m’aimes pas, je t’aime,

Mais si je t’aime,

si je t’aime, prends garde à toi!

L’oiseau que tu croyais surprendere

Battit d’aile et s’envola.

L’amour est loin, tu peux l’attendre.

Tu ne l’attends pas, il est là.

Tout atour de toi, vite vite,

Il vient, s’en va, puis il revient.

Tu crois le tenir, il t’evite.

Tu crois l’eviter, il te tient.

L’amour! l’amour! l’amour! L’amour!


L’amour est enfant de bohême,

Il n’a jamais jamais connu de loi.

Si tu ne m’aimes pas, je t’aime.

Si je t’aime, prends garde à toi!

Si tu ne m’aimes pas, si tu ne m’aimes pas, je t’aime,

Mais si je t’aime, si je t’aime, prends garde à toi!

O amor é um pássaro rebelde

Que ninguém pode domar,

E é em vão, chamar

Se ele recusar.

Ameaça nada, ou oração.

Um fala, o outro se cala.

E este é o outro que eu prefiro.

Ele não disse nada, mas eu gosto.

Amor! amar! amar! Amar!

O amor é o filho de boêmio

Ele nunca experimentou lei.

Se você não me ama, eu te amo.

Se eu amo você, cuidado!

Se você não me ama,

se você não me ama, eu te amo,

Mas se eu te amo,

se eu te amar, cuidado!

O pássaro que você pensou surprender

Bater de asas e voou para longe.

O amor está longe, você pode esperar.

Você não espera, ele está lá.

Todos em torno de você, rapidamente rapidamente,

Ele vem e vai, e depois retorna.

Você acha que segurá-lo, evitá-lo.

Você acha que para evitá-lo, ela o segura.

Amor! amar! amar! Amar!

O amor é o filho de boêmio

Ele nunca experimentou lei.

Se você não me ama, eu te amo.

Se eu amo você, cuidado!

Se você não me ama, se você não me ama, eu te amo,

Mas se eu te amo, se eu te amo, cuidado!

Fonte:

http://www.vagalume.com.br/tarja-turunen/carmen-habanera.html#ixzz2IFhFMCav

Carmina Burana


Não tenho um grande interesse em óperas, mas algumas me chamam a atenção.

Uma delas é Carmina Burana, Oh Fortuna com Carl Orff e André Rieu:

http://youtu.be/GD3VsesSBsw

Aqui a letra e a tradução:

O fortuna,

Velut luna

Statu variabilis,

Semper crescis

Aut decrescis;

Vita detestabilis

Nunc obdurat

Et tunc curat

Ludo mentis aciem,

Egestatem,

Potestatem

Dissolvit ut glaciem.

 

Sors immanis

Et inanis,

Rota tu volubilis

Status malus,

Vana salus

Semper dissolubilis,

Obumbrata

Et velata

Michi quoque niteris,

Nunc per ludum

Dorsum nudum

Fero tui sceleris.

 

Sors salutis sorte,

Et virtutis

Michi nunc contraria,

Est affectus

Et defectus

Semper in angaria;

Hac in hora

Sine mora

Corde pulsum tangite,

Quod per sortem

Sternit fortem

Mecum omnes plangite.

O Fortuna

Oh, fortuna,

Variável como o

Estado da lua,

Sempre crescendo

Ou decrescendo;

Vida detestável

Agora oprime

Depois alivia

Brinca com o desejos das mentes,

Pobreza,

Poder

Dissolves como gelo.

 

Destino monstruoso

E vazio,

Tu, roda volúvel,

és malevolente,

Bondade em vão

Que sempre leva a nada,

Obscura

E velada

Também me amaldiçoaste;

Agora – por diversão –

Trago o dorso nu

à tua vilania.

 

O destino da saúde

E virtude

Me é contrário,

Dás

E tiras

Sempre escravizando;

Então agora

Sem demora

Tange essa corda vibrante;

Já que o destino

Extermina o forte,

Chorais todos comigo.

O Fortuna

http://www.vagalume.com.br/carl-orff/carmina-burana-o-fortuna-traducao.html#ixzz2I5pANydY

:>

 

Jean Michel Jarre – Souvenir Of China –


A série de shows na China foi uma das mais bonitas que eu já ouvi e assisti do Jarré:

Fantasy

The Concerts In China – Overture:

Este é antigo.

Jean Michel Jarré – The Concerts in China 1981:

E para finalizar:

Jean Michel Jarre – Essentials & Rarities (2011) CD1 – ESSENTIALS

:>