Não-resistência

Estes dias eu escrevi um post sobre a resistência e como isto se manifestava mais declaradamente nos signos de Terra.

Hoje eu vou escrever sobre o inverso, ou seja, sobre a não-resistência.

A não-resistência seria aquilo que temos mais facilidade, aquilo que nos atrai de forma mais intensa e sobre a qual poucas vezes paramos para pensar ou observar.

Afinal, qual a utilidade de se observar algo que fazemos tão naturalmente?

Por qual razão vamos questionar algo que fazemos sem nenhum esforço?

Creio que pela mesma razão que observamos com atenção as nossas resistências. Para nos conhecermos melhor.

Cada um de nós tem algumas qualidades, ou características, que se sobressaem. Nem todos aproveitam da melhor forma possível estas qualidades naturais, alguns de nós conseguem e outros não, isto depende de tantos fatores que nem vale a pena enumerar.

O mais importante é que precisamos observar quando estamos agindo de forma automática, sem questionar, sem notar que seguimos mais por costume, por hábito do que por racionalidade.

Nem sempre seguir o que fazemos naturalmente pode ser a melhor escolha. Isto se deve ao fato de que nestes casos não damos a atenção necessária para a situação, pois confiamos em nós mesmos e esta forma automática de agir nos poupa “trabalho”.

Entretanto, nem tudo aquilo que deixamos no automático é a melhor escolha. Nem tudo o que fazemos naturalmente da melhor forma é a melhor escolha, ou vai nos conduzir para um melhor resultado.

É preciso atenção.

Notar a resistência ou a não-resistência é praticamente a mesma coisa. Nos dois casos o automatismo da reação nem sempre é o melhor caminho.

O processo de percepção é lento, principalmente no começo, mas aos poucos vamos percebendo com mais facilidade.

Um outro aspecto importante é que ao longo do processo de identificar estas duas situações um dos resultados que vamos obter é um nível maior de energia em nosso ser, junto com esta energia o aumento de lucidez. Isto se deve ao fato de que todas as atividades de nosso ser que são feitas de forma inconsciente nos drenam mais energia do que deveriam. Só a partir do momento em que estamos conscientes é que o uso da energia se torna mais racional.

Comece lentamente a observar em si mesmo os processos mentais onde as suas escolhas e atitudes se manifestam sem um pensar, sem um ponderar, sem a devida atenção. É preciso um certo cuidado para iniciar este processo, e também uma certa honestidade com a gente mesmo. Honestidade esta que muitas vezes poder ser bem dolorida!

Um pequeno exemplo para elucidar.

Normalmente eu tenho uma facilidade muito grande para observar defeitos. Não é preciso nenhum cuidado especial, basta observar algo e isto se manifesta. Durante muito tempo eu me acostumei a me deixar levar por esta característica, entretanto esta atividade nem sempre me trouxe benefícios.

Muitas vezes ao expressar o defeito, ou problema, que eu rapidamente identificava eu os enunciava e também notava que a pessoa ou a situação na qual eu estava me envolvendo não era muito receptiva a minha colaboração.

Em outras situações o problema, e as possíveis soluções, ficavam dançando na minha mente por muito tempo e ao final não surgia a oportunidade de colocá-las em prática.

Nos dois casos o gasto de energia era grande, talvez até maior no segundo caso pois a mente passava longos períodos criando situações que nunca se realizavam.

Hoje estou mais atento. Percebo esta característica se manifestando mas já consigo controlar, tanto o falar, expor, quanto o ficar “maquinando” internamente o problema, defeito ou solução.

Levou um bom tempo para perceber o resultado de minha ação, para racionalizar o que eu fazia e para, posteriormente, controlar. Mas foi um ponto onde eu obtive um sucesso muito bom.

:>

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s