Percepção

As vezes um insight, uma inspiração, é algo tão simples, tão singelo que praticamente passa sem que a gente consiga notar.

Em outras vezes, nas quais notamos, a nossa percepção se altera, tudo muda ao nosso redor, é um momento muito especial, tão especial quanto simples.

Vejamos um breve relato:

..

Sei que o estado que estou gozando agora (nem alto – nem baixo) pode não durar. Pode “ir embora” a qualquer momento – ou amanhã. Mas agora, acabei de lavar os pratos. Não os lavei. Eles se lavaram comigo, e eu apreciei a água, a espuma, os pratos e as panelas; limpar os pedacinhos de beterraba do fogão foi como um milagre: eles estão ai – e não estão mais.

Movimento do corpo. Todos os sentidos sentindo.

Fonte: Não apresse o rio (ele corre sozinho). Barry Stevens. Editora Summus, 1978. pág: 190.

Esta frase: Não os lavei. Eles se lavaram comigo… expressa um momento todo especial, onde estamos conectados com a realidade de uma forma direta. Esta percepção de que tudo flui, de forma tranquila, serena é algo difícil de ser traduzido, algo complicado de ser explicado.

– Eles se lavaram comigo….

Fico pensando nas tantas vezes que tive esta percepção, fazendo uma miríade de coisas simples e sem grandes pretensões, sem nenhuma expectativa.

É uma benção perceber estes momentos, e eles podem ser mais comuns do que imaginamos.

:>

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s