Respiração 2

Falar sobre respiração é algo muito importante e ao mesmo tempo muito comum, muito básico. Falar que respirar é importante é como chover no molhado!!!

Mas então o que eu quero comentar sobre respiração que mereça ser escrito?

Bom, o detalhe a ser comentado é o seguinte:

  • quando alteramos nosso estado mental ou nosso estado emocional alteramos o ritmo de nossa respiração.

Quando estamos deprimidos respiramos de forma diferente do normal, quando estamos com raiva também. Quando estamos alegres ou motivados em busca da solução de um problema também respiramos de forma diferente da habitual.

Partindo deste fato podemos inverter a situação. Ou seja, quando alteramos a nossa respiração podemos modificar nossos estados mentais ou emocionais!!!

E este fato é muitíssimo importante para todos nós. Entretanto ele necessita de uma percepção apurada sobre qual é o nosso padrão de respiração.

Assim eu pergunto:

  • você sabe qual é o seu padrão respiratório?
  • você está atento ao seu ritmo natural de respirar?
  • você observa sua respiração ao longo do dia?
  • você observa a mudança que ocorre na sua respiração a medida que seus estados emocionais e mentais se alteram?

Estar consciente destas perguntas implica em um volume maior de energia. Nem todos temos energia suficiente para manter este nível de consciência. Na verdade temos uma pequena sobra de energia que nos permite observar a respiração em momentos ocasionais que podem ocorrer ao longo do dia.

Existem diversas técnicas respiratórias que podemos empregar para melhorar nosso nível energético e também muitas terapias como o Reiki e o Magnified Healing que promovem o mesmo resultado.

Entretanto eu noto que este é um momento mais demorado, perceber o padrão respiratório e as suas oscilações é algo que ocorre depois de um longo tempo de desenvolvimento e de aplicação em algumas destas técnicas.

A percepção de que podemos alterar estados mentais e emocionais apenas alterando o ritmo respiratório é algo que também demora para ocorrer.

Como muitas coisas que comento aqui no Blog não é algo que a cobrança, que a exigência possa resolver. Cobrar de nós mesmos por não estarmos conscientes não serve para muita coisa. É preciso naturalidade!

É preciso se exercitar, aprender a reconhecer o próprio ritmo. Este exercício de reconhecimento vai afetar a própria percepção da nossa respiração. Mas ele não está sujeito a cobrança. Precisamos reunir energia suficiente em nosso ser para executar esta ação de forma natural, assim poderemos avançar.

A cobrança por resultados, por metas apenas atrapalha o processo.

Permita-se.

Experimente.

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s