2012


Eu sempre gostei desta poesia do Mário Quintana, há anos eu a leio por esta época, seja em jornais, na net, em revistas ou em cartões de Ano Novo:

.

E s p e r a n ç a

Mário Quintana


Lá bem no alto do décimo segundo andar do Ano

Vive uma louca chamada Esperança

E ela pensa que quando todas as sirenas

Todas as buzinas

Todos os reco-recos tocarem

Atira-se


E

  • ó delicioso vôo!

Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada,

Outra vez criança…

E em torno dela indagará o povo:

  • Como é teu nome, meninazinha de olhos verdes?

E ela lhes dirá

(É preciso dizer-lhes tudo de novo!)

Ela lhes dirá bem devagarinho, para que não esqueçam:

  • O meu nome é ES-PE-RAN-ÇA…


Texto extraído do livro “Nova Antologia Poética“, Editora Globo – São Paulo, 1998, pág. 118.


4a sessão de Rolfing


Apesar de uma pequena demora em escrever vamos aos comentários sobre a quarta sessão de Rolfing.

As regiões tratadas nesta sessão foram as pernas, área interna da coxa e externa da canela, além do abdômen. Esta última foi bem dolorida… :>

A principal alteração que eu senti foi uma sensação de mudança na minha altura. Fui ao supermercado a noite e ao olhar por sobre algumas gôndolas tive a nítida percepção de estar mais alto alguns centímetros. Foi bem interessante ter notado este fato. Acredito que isto se deva a expansão dos músculos do abdômen, que segundo a Lilia estavam bem contraídos.

Esta contração, somada a uma leve inclinação de minha cabeça para a frente, mostra que estou um pouco voltado para dentro, em um processo de interiorização. Eu já estava ciente deste fato no nível mental e emocional, faltava a comprovação física, que ocorreu nesta sessão.

Eu ainda não sei avaliar corretamente as razões que tem me levado a este processo de interiorização, mas ele avançou bastante. Talvez seja algo da idade, da época ou mesmo um processo de preparação para algo que virá mais adiante, mas não tenho certeza, sei que estou mais atento e tenho ponderado bastante sobre isto, na tentativa de identificar as razões e motivações que tem me levado a isto.

O trabalho na lateral do abdômen chamou a atenção para o fígado e a sua ligação com o aspecto emocional segundo a Medicina Tradicional Chinesa (MTC) e também referente a uma emoção associada a ele: a raiva. O acúmulo desta energia densa nesta região acaba produzindo uma série de problemas, encontrar uma forma de lidar com a raiva é algo importante para todos nós sendo que a negação, que é o mais comum, é bem pouco recomendado. Este toque que recebi deu início a uma busca interna por situações e por momentos onde eu trabalhei mal esta questão da raiva, bem como tenho buscado mais informações para tentar entender melhor este processo, acúmulo de energia.

A medida que as sessões vão acontecendo tenho observado um aumento gradual da minha percepção do corpo e de determinadas áreas em particular. Com a chegada do Natal e Ano Novo as sessões serão interrompidas por um curo período de tempo, a próxima será no dia 9 de janeiro. Este período será interessante para que eu possa avaliar as mudanças, as percepções e as alterações energéticas envolvidas.

Um detalhe importante que muitas vezes nos passa desapercebido é que o aumento do nível de consciência, seja a respeito de um aspecto físico, emocional, mental ou espiritual, exige de nós um aumento de energia. Esta energia precisa estar disponível, caso contrário não conseguimos aproveitar as percepções e as mudanças que estão sendo promovidas. Não é um um movimento fácil este de aumentar e manter o nível energético, muitos desafios surgem principalmente padrões mentais difíceis de serem modificados. Mas é uma atividade instigante que nos motiva em direção ao crescimento e ao auto-conhecimento.

Vamos adiante.

 

 

3a sessão de Rolf


Nesta segunda-feira passada recebi a terceira aplicação de Rolf.

Foi a mais leve, light, em termos de área de aplicação, dor, apertões e pressão. Mas teve algumas repercussões interessantes em outros aspectos. Desta vez a Lilia atuou nas laterais do corpo, dos ombros até os quadris.

No final ela me pediu para ficar atento a posição do corpo em relação aos pés quando estivesse parado, pude observar bastante esta recomendação pois estive bem consciente disto, a percepção de equilíbrio do corpo em relação aos pés está bem interessante, tem variado da ponta dos pés para os calcanhares, as vezes me sinto oscilando de um para o outro e é uma situação bem agradável.

Os pés também me lembraram de outra percepção que tive. Ela se tornou mais forte e perceptível na segunda sessão, entretanto não chegou a vir para a consciência, foi uma breve percepção.

Desta vez eu estava mais atento, com mais energia!

Quando eu chamei a Lilia no final da aplicação de Reiki eu toquei no ombro dela para que abrisse os olhos e observei como estava o meu toque.

Após a sessão de Rolf eu toquei novamente no ombro dela ao me despedir e observei novamente para verificar alguma alteração e, como já havia ocorrido antes, uma mudança bem interessante se tornou perceptível.

Na noite da segunda aplicação eu cheguei em casa e antes do banho toquei meus pés, estava agradavelmente surpreso com a mobilidade deles, mas notei também uma maciez diferente nos pés, algo bem fora do comum mesmo. Naquele dia não levei adiante a percepção.

Mas após esta terceira sessão pude observar que algo estava ocorrendo de diferente no meu toque, no contato de minhas mãos com o restante do corpo. Sinto como se estivesse mais suave, como se o toque estivesse mais tranquilo. A maciez que eu percebo não é só em meu corpo mas no toque em outras pessoas também. Talvez uma percepção de fluir, como se algo que estava trancado fosse liberado.

É algo bem diferente e tenho procurado estar mais atento.

No aspecto físico os resultados não chegaram a ser tão expressivos como nas vezes anteriores. Mas tenho observado algumas mudanças, percepções em outras áreas, como o emocional e o mental. Algumas destas percepções são particulares demais para expressar, mas tenho acompanhado com cuidado para ver até onde elas estão ocorrendo.

Talvez seja algum processo de limpeza ou de equilíbrio, preciso ainda avaliar com mais atenção.

Acredito que a mudança mais marcante seja mesmo em relação ao equilíbrio do corpo. Como se o peso do corpo estivesse se readequando a uma nova postura física.

:>

Mais sobre a sessão de Rolf


Estava relembrando as duas sessões de Rolf que fiz.

Na primeira lembro que me senti muito energizado, com uma leveza no corpo e com muita disposição.

Já na segunda sessão a sensação foi de tranquilidade e equilíbrio.

Nada mais natural, tendo em vista que a primeira sessão trabalhou a parte superior do corpo e na segunda as pernas.

Mas mesmo assim é interessante observar estas percepções, ponderar a respeito. Acredito que o Rolf chegou em uma boa hora na minha vida. Final de ano, momento de reflexão, de descanso e de preparação para 2012.

Amanhã teremos a terceira sessão, a Lilia não comentou qual o foco desta vez, vamos aguardar.

:>