1ª sessão de Rolfing

Bom, ontem eu tive a minha primeira sessão de Rolfing com a Lilia.

A impressão foi ótima. E o que eu pude observar ao longo da sessão me agradaram bastante.

Considero muito útil uma visão diferente sobre nós mesmos. Mesmo com um alto nível de consciência sobre o nosso ser muita coisa passa despercebida, não é possível a gente ter um domínio completo sobre tudo o que acontece com nossa mente, nosso corpo, nossas emoções. Pelo menos não no nível que a maioria de nós está no processo de evolução.

Assim, muitos pontos interessantes foram trazidos a consciência durante a terapia. Músculos tensos e retesados, tendões, acúmulos energéticos e emocionais, desvios de postura, desvios de posição do corpo e dos membros, todos estes indicadores permanecem ocultos durante o nosso dia a dia.

Passar um longo tempo com tudo isto atuando no corpo físico acaba por provocar doenças.

Em parte o Rolfing se parece como uma massagem. Principalmente neste começo de trabalho. Mas acredito que a medida que vamos avançando o foco se modifica, os toques se modificam e o resultado também.

Ontem conseguimos um relaxamento muito bom, algum alinhamento de diversas partes do corpo e em alguns momentos algumas mudanças de estado de consciência. Este último item é um pouco complicado pois há uma grande interação do terapeuta com o cliente, mas mesmo assim durante alguns momentos em que ela estava trabalhando algum ponto eu consegui perceber uma mudança interna bem agradável, bem interessante.

Um fato interessante ocorreu quando ela estava trabalhando a região do cardíaco. Eu senti cócegas. Foi muito marcante, pois a região próxima ao esterno não é uma região sensível a cócegas, e eu também tenho um bom controle sobre isto, mas parecia de alguma forma, que energeticamente a sensação era agradável a ponto de sentir vontade rir, quase uma gargalhada, que felizmente eu contive para não deixar a Lilia preocupada, :>>>

Senti como se o cardíaco estivesse sendo aberto, ampliado. Foi algo bem marcante. Fisicamente doeu um pouco, ainda hoje sinto um leve desconforto. Principalmente se tento assumir uma postura antiga, como o se corpo reclamasse, como se o corpo mesmo não quisesse voltar a postura antiga.

No geral pude observar o quanto estava negligenciando o cuidado com o físico, tenho andado muito sedentário e mesmo os exercícios de Falun Dafa estão sendo deixados de lado ultimamente.

Ao final eu me senti bem energizado, revigorado. Com o corpo mais leve.

Esta sensação agradável no corpo se reflete na mente e nas emoções que se acalmam e fluem melhor.

Estas estão são as primeiras impressões. Na próxima semana eu escrevo sobre a segunda sessão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s